Eu te perdoo

maio 30

Eu te perdoo

Depois de todos esses anos, eu aprendi a te perdoar.
Você não me pediu perdão, mas eu te perdoo mesmo assim…

Perdoo você por todas as vezes que você mentiu. Por todas as traições. Por todas as vezes que você não me quis por perto. Pela aquela festa que você me convidou e beijou outra – qualquer uma – só para me machucar.

Eu te perdoo por todas as lágrimas choradas, por todas as humilhações sofridas. Está perdoado pelas ligações não atendidas, mensagens ignoradas e por aquele fim de semana no sítio, só nós dois, que nunca aconteceu.

Perdoo você pelos meus aniversários perdidos, pela minha formatura que você não foi, pelas minhas vitórias que você não comemorou. E, também, por todos os grandes momentos da sua vida que só podiam ser celebrados às escondidas. Eu perdoo aqueles beijos tentados, mas não dados naquela balada secreta que só nós dois sabíamos.

perdao2Perdoo o dia em que você me procurou pela primeira vez e, também, por quando me afastou pela primeira vez. Perdoo o dia em que você se arrependeu pela primeira vez e voltou para a minha vida. E por todas as vezes depois disso que você terminou para sempre comigo e voltou para nunca mais ir embora da minha vida.

Você me transformou no seu ioiô do amor, mas eu te perdoo mesmo assim.

Aliás, está perdoado também pelos vários sumiços repentinos e sem explicação. Pelos filmes que não assistimos juntos, pelos livros que nunca leremos e pelos destinos que jamais visitaremos.

Perdoo você por não ter me apoiado a realizar o sonho da minha vida, por não ter acreditado em mim quando eu mais precisei e por nunca mais ter voltado quando eu voltei.

Perdoo a sua falta de tempo e a sua habilidade de nunca me deixar fazer parte da sua vida.

perdao5Perdoo você ter me escondido dos seus amigos, familiares e conhecidos. Perdoo a sua falta de coragem de assumir que me amou tão quanto, ou até mais, do que um dia eu te amei.

Eu te perdoo por ter sido a outra por tantas vezes;  por nunca ter sido a única; e por ter sido a verdadeira mulher da sua vida, com quem você nunca podia estar.

Eu te perdoo por todas as críticas e julgamentos constantes e por nunca ser boa o suficiente para estar ao seu lado e ser a sua mulher. Eu perdoo o seu egoísmo e o seu machismo, que tantas vezes fizeram com que eu me sentisse menos mulher; menos eu.

Perdoo você por não lutar as minhas lutas, por não fazer parte do meu mundo, por não querer viver comigo a minha vida, por não ficar feliz pelas minhas escolhas, por não sentir orgulho das minhas conquistas.

Está perdoado pelas brigas, pelas tantas grosserias, pela falta de sensibilidade. E também pelos sorrisos encantadores, olhares hipnotizantes, abraços infinitos.

Eu perdoo você por nunca ter ido embora à meia-noite, por nunca deixar de aparecer no meio da madrugada e por todas as vezes em que me confessou seus sentimentos bêbado.

Perdoo você por me fazer perder o equilíbrio tantas vezes que me fazia esquecer de quem eu era.
Por fazer com que me sentisse uma mulher tão horrível, que achei que jamais fosse capaz amar novamente.
Por ter destruído os meus sonhos ao seu lado.
E por deixar eu me perder neste amor perdido, que me levou a perder o meu amor próprio.

Eu te perdoo por me fazer acreditar que a culpa era minha.

Eu perdoo você por ter me feito acreditar que o nosso amor era tão verdadeiro, que valia a dor que causamos às pessoas ao nosso redor.
E, principalmente, eu te perdoo por me deixar te amar e por me amar de volta de uma maneira tão profundamente insana, que não nos permitia enxergar o mal que este amor fazia a mim, a você e a nós dois.

Depois de todos esses anos, eu aprendi a te perdoar.
Você não me pediu perdão, mas eu te perdoo mesmo assim… Porque finalmente aprendi a me perdoar.

 

perdao3

Talita Camargo, 30 anos, é jornalista e está sempre conectada. Apaixonada por livros e cinema, vive para viajar o mundo e adora carboidratos. Libriana, sofre com o conflito da dúvida e busca o equilíbrio. Acredita no amor sincero e, para ela, pensamentos positivos atraem coisas positivas. Sempre!

Leia mais do que Talita escreveu

 

Share Button

6 comments

  1. Fernanda Barreira /

    E agora você está pronta pra ser ainda mais feliz e não precisar perdoar mais ninguém! Te amo <3

    • Talita Camargo /

      Não é fácil perdoar. Muito menos SE perdoar. MAS…acho que consegui! Te amo tb!

  2. Drizinha /

    E não tenho dúvidas que você perdoou de alma….agora minha Talinda, apenas espere para ver o que vai acontecer (de maravilhoso) na sua vida. <3

    • Talita Camargo /

      Sabe o que eu acho mto honesto?
      Não fingir que perdoei antes. Pq não tinha perdoado haha! Espero que abra portas para as boas coisas! <3

  3. Junior Nascimento /

    Uau. Queria eu ouvir essas palavras… Adoro sua escrita.

    • Talita Camargo /

      Juninho seulindo!
      Talvez para vc ouvir essas palavras, vc precise DIZER essas palavras. Para o outro e para vc mesmo… Perdoar-se é libertar-se da culpa. É um processo, mas querer já é um começo. Estou sempre aqui! <3

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*