Julgo sim, e daí?

dez 06

Julgo sim, e daí?

Doida, periguete, burro, irritante, insuportável, infiel, safada… todas as pessoas têm alguma característica marcante, geralmente defeitos, identificados por mim em cinco minutos de conversa, ou apenas após um rápido olhar. Mais do que dizer dessas inúmeras criaturas, esses predicados falam de mim. Pqp, como eu julgo o outro!

Deu uma resposta atravessada? É grosso. Flertou? Xavequeiro, é claro. Está dormindo na aula? VA-GA-BUN-DO!

Eu até poderia me envergonhar por ser assim, mas, aqui é um espaço para a sinceridade e falta de bom-senso, então, eu digo e repito: julgo sim, e daí? Alguém pode retrucar e dizer que sou preconceituosa. Até poderia levar essa acusação em consideração, afinal, eu crio personagens, com os atributos mais abomináveis, sem ao menos ter conhecimento de quem são as pessoas em questão. Mas, o fato é que, exatamente por ser superficial, meu julgamento cai por terra ou se confirma (nem sempre estou errada, bebê) em segundos. Um olhar próximo, uma troca de palavras, uma nova interpretação… e muda tudo!

julgar

E exatamente por estar aberta a conhecer melhor aquelas pessoas a quem acabei de atribuir os piores defeitos possíveis (e melhores qualidades também, por que não?) é que não me incomodo nenhum pouco com meu jeito “julgativo” de ser. Até porque tenho plena certeza que aquela moça com olhos atentos que lê esse texto exatamente agora está fazendo uma péssima imagem a meu respeito sem nem ao mesmo me conhecer. Mal amada e injusta. Odeio ser julgada assim…

 

Fernanda Barreira, 27 anos, é jornalista, paulistana da gema, solteira e corintiana roxa.  É conhecida por ser do contra e intolerante, mas promete respirar 327 vezes antes de escrever algo que de algum modo incomode alguém… ou não. É pagar pra ver!
Share Button

No comments

Trackbacks/Pingbacks

  1. Não me leve a mal, mas e daí que é Carnaval? | Sem Critérios - […] estão lendo este texto, ainda estamos no terceiro parágrafo e já estou sendo julgada. Tudo bem, quem não gosta…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*