Linda, eu?

nov 29

Linda, eu?

Alguém diz: “Você está linda”.
Possível resposta nº 1: ”Obrigada!”
Possível resposta nº 2: “Cortei o cabelo e emagreci três quilos. Gostou?”.
Possível resposta nº 3: “Que querido! Você também está ótimo!”
Minha resposta: “Nossa, tá louco? Você viu o meu cabelo que desgrenhado? E a pança marcando nessa blusa de 1997 toda esgarçada?”.

Sim, essa é minha reação ao receber elogios. Não, não foi assim que meus pais me ensinaram a responder. E essa também não é uma estratégia para receber novos confetes. Então, se não é falta de educação ou vaidade, qual é o meu problema?

As pessoas tendem a se sentir felizes quando alguma característica positiva sua é destacada. Nada mais compreensível, certo? Não para mim. Além de não reagir como os outros, eu ainda exponho meus principais defeitos (aqueles que mais me incomodam e que, teoricamente, são os que eu mais tento esconder).

Neste momento chegamos a duas possibilidades. A primeira, mais simplória e compreensível, é de que realmente não gosto de mim. A segunda teoria, aquela que minha psicóloga insiste em dizer que é a correta, é de que reajo dessa maneira como proteção.

autoestimaPode parecer estúpido, e talvez até seja mesmo, você querer se proteger se autoatacando. Mas vamos ser sinceros: é muito melhor você destacar um defeito seu do que ouvir do outro, né não? Lembra aquela história de que você pode acabar com o seu irmão em uma rodinha de amigos, mas basta alguém falar um “a” dele e você vira bicho? É tipo isso.

Quando você mesmo se deprecia, tende a acreditar que o outro não repetirá tal maldade. E de fato essa teoria não costuma desapontar quando colocada em prática. Esse tal de subconsciente é esperto mesmo, hein?

A questão é que nesse mundo doido de meu Deus ainda existem (sim, pode acreditar) pessoas de bom coração. E algumas delas elogiam de graça. Olham, gostam da sua roupa, e dizem isso pra você. E algumas, apesar da sua baixa autoestima não deixar perceber, te acham gata. Afinal, o que seria do vermelho se todos curtissem o azul? E recentemente estou aprendendo o quanto é bacana ser elogiada, que não é pecado, não existem segundas ou terceiras intenções por trás do comentário, e, o mais importante, que não é agradável pra você ou para outros se autocriticar all the time.

breakfast_at_tiffanys1O bom-senso é importante em todos os momentos. Se disserem o quanto sou mais bonita e magra que a Fernanda Lima tenho direito de gargalhar na cara da pessoa. Mas, por que não aceitar de bom grado um galanteio? Afinal, não sou de todo mal. Olhando de longe, numa meia luz, eu tenho até o meu charme!

 

Fernanda Barreira, 27 anos, é jornalista, paulistana da gema, solteira e corintiana roxa. Fascinada por música, comida, dança, literatura, cinema e futebol. Diz o que pensa na cara e, muitas vezes, de forma deselegante. É conhecida por ser do contra e intolerante, mas promete respirar 327 vezes antes de escrever algo que de algum modo incomode alguém… ou não. É pagar pra ver!
Share Button

13 comments

  1. adrianasantos (@adrianasantos) /

    E isso vindo de uma das mulheres mais bonitas que conheço me espanta. Ahhhh, mulheres…rs

  2. Fernanda Barreira /

    Morri!!! Linda é você, Dri

  3. Talita Camargo /

    Com esses olhos… vc devia se envergonhar, dona Fernanda!!! <3

  4. Fernanda Barreira /

    Vocês são muito amor <3

  5. Vladimir /

    Diminuir as expectativas, necessariamente, não diminui o que vemos ou achamos. Vejo como uma busca pela melhora continua do que somos. Que seja o primeiro de muitos!

    • Fernanda Barreira /

      Acho que é exatamente isso Vladimir! O importante é eu começar a me enxergar e me aceitar do jeito que sou.

      Muito obrigada!

  6. Stripolias /

    Para quem tinha aversão ao mundo digital, escrever num blog realmente me surpreendeu!!! Eu adorei o texto, e meu elogio não vai pela beleza hoje, mas pelo texto mesmo. Que bom que agora você vai compartilhar suas reflexões com a gente! Do jeito Fernanda de ser <3 a boniteza eu elogio quando nos encontrarmos pessoalmente 😉

    • Fernanda Barreira /

      Gabi, um passo de cada vez para abandonar o m… digital, né? haha

      Você sabe o quanto sua opinião e apoio são importantes pra mim!!

      Obrigada por tudo 🙂

  7. Fabiola /

    Você é linda! Por dentro e por fora.
    E lá vai mais um elogio: seus textos são sempre ótimos de ler, muito bem escritos.
    Que venham muitos outros.
    Bjo

    • Fernanda Barreira /

      Queridinha,

      Adoro você! Saiba que esse apoio é fundamental pra que eu não desista, haha.

      Continue acompanhando, hein?

      Beijos

  8. Anne /

    Achei lindo e emocionante este post. E de todas às vezes que te elogiei sua resposta foi um tímido obrigada e, sem respirar, já emendava outro assunto. tsc, tsc, tsc…

    Que meia luz, que nada! Até no escuro vc chama atenção 🙂

    E já que você liberou: VOCÊ É LINDA!!!

    Beijos <3

  9. Juju (japa) /

    Fê,

    Você é linda e sabe disso! Arrasa nos corredores da Facul e tudo! Parabéns pelo texto!

    Beijos,

  10. Katya /

    Acho que faltaram dois elogios a vc msm no final do parágrafo hein!! =P
    E agora que vai ficar famosa, terá que se acostumar a receber muiiiitooos!!
    Adorei o texto! Sensível, direto e com um humor peculiar, bem do #seujeitinho.
    Você é linda Fê, por dentro e por fora. E elogios (ou a falta de) não mudam esse fato!!! =)

Trackbacks/Pingbacks

  1. Autoestima em alta - Sem Critérios | Sem Critérios - […] guento mais essa história de “tenho baixa autoestima” ou “preciso aumentar minha autoestima”. Sério, vamos parar com essa putaria…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*