Torcida Sem Critérios

jun 12

Torcida Sem Critérios

Os ‘do contra’ de plantão que me perdoem, mas #vaitercopaSIM! E eu vou torcer, vestida de verde e amarelo, com camisa da Seleção, casa decorada, superstições, vuvuzelas e todas as breguices mais que tenho direito.

Vou gritar, xingar o juiz, ficar tensa nos jogos decisivos e vibrar a cada vitória do Brasil.

Porque esse nosso país tá todo errado, já sabemos. Falta investimentos na educação, saúde e segurança pública. É preciso dar um basta na corrupção. Falta investimento em mobilidade urbana, saneamento básico, telecomunicações. O gap entre os mais ricos e os mais pobres é tão grande que nem conseguimos ver como diminuir essa distância. Falta coisa pra caramba!

Concordo que precisávamos de mais escolas e hospitais do que estádios, mas por mais clichê que pareça – e é! -, o futebol é a linguagem universal, que ultrapassa as barreiras sociais e une todos – eu disse TODOS – nós por uma mesma causa de paixão nacional.

E mesmo que essa causa não ajude o Brasil a subir no ranking do índice de taxa de analfabetismo, essa é a única paixão que nos une de verdade, sem medo de mostrar pro mundo que ‘somos brasileiros com muito orgulho e muito amor’.

O Brasil está lindo! Hoje, passando pela Avenida Paulista, senti o mundo inteiro hospedado no nosso coração. Eram croatas no bar, americanos nas ruas, japoneses conversando com colombianos.
Dá para ver a mistura de raças e etnias se encontrando, se conhecendo. Dá para sentir a energia positiva no ar.

BRASILO clima é de festa. E tem que ser mesmo, afinal, não é todo dia que dá para reunir o mundo inteiro no país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza.

Aliás, nada melhor para uma mulher solteira como eu do que uma cidade cheia de gringos lindos, simpáticos e animados. Temos mesmo que aproveitar!!!

Agora é hora de deixar as críticas de lado e lembrar que somos bons de verdade quando assunto é futebol e somos ainda melhores quando estamos juntos, torcendo pela nossa Seleção.

O amor pelo nosso país deve ser maior do que o rancor pelos defeitos que ele tem. Então, vamos pras ruas, encher os bares, encontrar os amigos. Beber muito, curtir demais, torcer a valer!

Vamos aproveitar a vida, porque eu, você e todos os brasileiros estamos fazendo história, pois não veremos outra Copa do Mundo da Fifa no Brasil.

A vida é da cor que a gente pinta, galera. E na Copa 2014, na nossa casa, a nossa vida é verde, amarela, azul e branca.

 

Talita Camargo, 28 anos, é jornalista e está sempre conectada. Apaixonada por livros e cinema, vive para viajar o mundo e adora carboidratos. Libriana, sofre com o conflito da dúvida e busca o equilíbrio. Acredita no amor sincero e, para ela, pensamentos positivos atraem coisas positivas. Sempre!
Share Button

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*