Vida e morte que seguem

jul 17

Vida e morte que seguem

Engraçada (e cruel) essa vida. No meu último post aqui do blog escrevi que nossa sociedade precisava falar mais abertamente sobre morte. E não é que volto hoje aqui para falar justamente sobre isso??? Volto doída, arrasada, triste – mas em paz – para falar sobre a morte prematura (para mim prematura DEMAIS) do meu primeiro homem, do meu herói, do meu pai, aos 63 anos de idade.

Ele gostava de tocar violão e cantar, gostava de andar de moto e triciclo, amava os animais e me ensinou o mesmo, era apaixonado pela minha mãe, louco pelas filhas, um amigo para todas as horas e, sem dúvida, o que mais ele amava era VIVER.

Me lembro só de flashes de chegar ao hospital aonde ele estava internado, visitá-lo na UTI, contar uma piada sobre o netinho dele (cachorro), vê-lo sorrir, dar um beijo na testa dele e desejar uma boa cirurgia. Depois de poucas horas nos chamaram na UTI para dizer que ele havia falecido. Lembro de querer morrer com ele, não por não querer mais viver, mas simplesmente para dar-lhe as mãos e dizer que não sentisse medo. Mas olhei para o lado e vi um pequeno par de olhos verdes morrendo junto com ele também, então reuni minhas forças e acolhi minha amada mãe. E ainda faltava minha irmã para completar aquela agonia.

Do velório e do enterro, lembro da dor e do amor, principalmente do amor. Quanta gente dando o último “até logo” para o meu pai. Quanto choro verdadeiro. Quanto amor envolvia a todos nós naquele triste momento. Em cada rodinha ouvia-se histórias engraçadas sobre o meu pai, sobre o quanto ele era explosivo e quanto o coração dele era enorme. E a cada história eu sentia mais saudades, mas muito mais orgulho dele. Quantas amigas foram lá para me dar um abraço….quanto amparo eu tive. Mais uma vez MEU CARA foi fundamental em tudo…..sem comentários, só agradecimentos para ele.

ponte_arcoirisbyCapelinha

Ele se foi e nós ficamos. Ficamos sem entender o que realmente aconteceu (dizem que a pedra no rim infeccionou, isso evoluiu para uma infecção generalizada e falência dos órgãos). Ficamos indignadas com a precariedade da Santa Casa de Cesário Lange, cuja omissão dos médicos com certeza acelerou (ou ocasionou) a morte do meu herói. Mas ficamos….e vamos ficando mais fortes a cada dia.

Em breve passarei por um dos momentos mais lindos da minha vida e, por mais que eu tente ser evoluída espiritualmente, simplesmente não me conformo de não ter meu pai ao meu lado. Não me conformo de não ouví-lo mais ao violão. Não entendo porque minha mãe não terá mais o companheiro de vida dela chamando-a de “minha loirinha” . Não compreendo porque minha irmã tem que passar por isso. E acho revoltante que os meus avós (pais dele), aos 88 anos tenham enterrado mais um filho.

CamafeuPaiMas, o parágrafo acima é muito mais meu momento de revolta do que meu dia dia desde a partida dele. Por mais estranho e incoerente que pareça, me sinto em paz. Talvez por saber que era a hora dele e, devido à minha crença, acreditar que ele está se recuperando no plano espiritual, reencontrando pessoas que ele amava e finalmente conhecendo os mentores dele. Ou talvez por eu não ter nada do que me arrepender durante esses 36 anos que fomos pai e filha. Nunca houve briga, nunca houve violência, só amor e mais amor, de ambos os lados. E não tem nada que traga mais paz do que deitar a cabeça no travesseiro e lembrar que sempre deixei claro o quanto eu o amava e que sempre tentei ser a melhor filha para o melhor pai.
Sei que nos reencontraremos um dia pai. Até lá, siga o conselho que você sempre me deu: SEJA FELIZ!!!
 

 

 

 

Share Button

6 comments

  1. Ahhh minha amiga! a vida poe parecer cruel, mas é só um longo caminho com destino da PAZ. eu amo vc e quero te abraçar para sempre! <3

  2. Silmara Vilela /

    Amiga, sei como vc está se sentindo com tudo isso.. Passei há 03 anos perdendo minha mãezinha, meu alicerce, minha amada.. enfim não tem dor maior que perder os pais e esses, seus filhos. Não sou tão evoluída espiritualmente, mas tento ser, acreditando que só a matéria se foi , e que ela estará aqui ao meu lado sempre e que um dia vamos nos encontrar.. Fiquei muito tempo e até hj, pra ser sincera, revoltada com o hospital, achando e procurando culpados. Mas temos que acreditar que somente Deus da a vida e somente ele chama de volta .. Queria muito estar bem pertinho de vc e te dar um abraço, pq sei o quando esta dor e a saudade dói. Vamos fazer o que eles nos ensinaram, amar ao próximo e viver a nossa vida em paz.. bjs amiga

  3. Isis /

    Você é maravilhosa, amiga.
    A vida segue, mas o caminho é o que há de mais importante nessa vida: e o trajeto que ambos fizeram juntos foi incrível.
    Um abraço apertado e um beijo cheiro de carinho

  4. Katya /

    Arrepiada, da cabeça aos pés!!!!!

  5. Palmério /

    Bom texto Adriana.
    Meus sentimentos,
    Um abraço,
    Palmério Gusmão

  6. O sentido da nossa existencia vinculado diretamente as nossas acoes, as nossas atividades, aos nossos atos. Em suma, as coisas que efetivamente fazemos durante a nossa vida.

Deixe uma resposta para Palmério Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*